Uma empresa, uma visão: com Dr. Pedro Pinto| Diretor Geral do Corpo Santo Lisbon Historical Hotel *****

 

 

Bacharel em Turismo pelo Instituto Superior de Novas Profissões. Iniciou a sua atividade profissional como rececionista no Hotel AS Lisboa, tendo depois progredido para a função de Diretor de Restauração e Congressos, já no Sana Park Sesimbra Hotel. Manteve-se nestas funções durante uma parte significativa da sua vida profissional, sendo que desde 2009, é Formador do Turismo de Portugal tanto na Formação Inicial (níveis IV e V) como na Formação Contínua de Ativos. É também Formador no Centro de Formação Avançada da Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal. Assumiu ainda a função de Director Residence no Altis Belém Hotel & Spa, antes de ingressar no projeto Corpo Santo Hotel.

 

Falando de igualdade de géneros, e tendo em conta que o nosso país ainda está longe de atingir a verdadeira igualdade, que discrepâncias identifica entre homens e mulheres neste setor de atividade?

PP – Eu não defendo o sistema de quotas, é um mau princípio porque até pode potenciar a falta de conhecimento e competência generalizada. Aqui no Hotel, e isto é verdade, não há nenhuma função idêntica em que a Mulher ganhe menos. E eu não consigo pensar num exemplo em que a Mulher, sinceramente, desempenhando as mesmas funções ganhe menos. Só se se tratar de uma função cujo vencimento tenha associado um prémio de produtividade e, por algum motivo, determinada Mulher não produza de igual forma. Mas quer dizer, isso depende da Mulher, das características da pessoa em si e não do género.Isso aqui no Hotel não existe, por exemplo, nos andares, ainda ontem disse que acho que devíamos ter Homens. Não temos porque eles não aparecem, não se candidatam sequer. Podia haver distinção na questão da família – tem filhos, não tem filhos, com quem é que os filhos ficam. Mas isso no nosso caso também não se aplica – ainda agora contratamos raparigas para os andares que têm filhos de dois meses, quatro meses, um ano e tal – ainda bem que chegaram até nós porque correm com elas dos outros sítios e não lhes dão oportunidade.Isso para nós, que somos diferentes do mercado, é excelente! Quem nos dera a nós, e eu digo isto sinceramente, que a nossa festa de Natal deste ano ainda tenha mais miúdos! O ano passado demos 30 e tal prendas aos miúdos. Que o nosso problema seja ver o número elevado dos cheques referentes aos presentes, Deus queira que sim. Há melhor sinal de uma empresa de vigor do que na festa do pessoal haver miúdos?

“Sou a favor da meritocracia, desde que não seja para cumprir quotas – até porque se o for, é completamente anulada.”

Atualmente existe um sistema de quotas de género aplicável ao setor público. Caso este sistema venha a ser generalizado para o setor privado, que desafios e benefícios poderá trazer?

PP – Pois, se calhar o que acaba por fazer é que, como nós somos todos um país de espertos, vamos criar uma data de funções novas. Põem as pessoas como chefes e depois têm não sei quem realmente a chefiar. Eu acho difícil isso ser aplicado. A questão da quota funcionaria desde que garantam que as pessoas são competentes… Mas a quota não garante, portanto, eu para mim olho para o problema das quotas do ponto de vista de como é que isso se garante…Vejo muito dificilmente isso aplicado às empresas, ou aplicando, eu não estou ainda a perceber o alcance da medida. Que benefício é que isso vai trazer na prática, no local de trabalho às empresas? Partindo do pressuposto que se trata de uma empresa séria como a minha, provavelmente não vai trazer nenhuma vantagem. E acho muito difícil ser aplicado com sistematização e com efeito. Porque é que eu dou uma quota de 25% ou de 50% em cargos de direção às mulheres? E porquê? Não acho que as quotas resolvam, porque acho que estamos a olhar outra vez para a rama, não se vai à raiz do problema. E para mim a raiz do problema é as pessoas terem tempo para terem tudo na vida, ou seja, ter uma carreira e ter equilíbrio em casa.

Para consultar toda a entrevista clique em: https://humangext.com/magazine/ 

Deixe uma resposta

O seu endereço de Email não será publicado.

Podemos ajudar?

CONTACTE-NOS

Topo

Sempre a pensar em Si.

Criámos uma Mailing List exclusiva para que você receba em primeira mão as nossas notícias e publicações.

" >CONTACTE-NOS
close slider
  • Escreva aqui a sua Mensagem.
  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.