Planeamento Recursos Humanos

O planeamento de Recursos Humanos é descrito por alguns autores como um esforço para antecipar as necessidades futuras da organização e fornecer os recursos humanos necessários para colmatar as respetivas necessidades. Este planeamento consiste basicamente na determinação do que deve ser feito para conseguir os colaboradores necessários à prossecução dos objetivos organizacionais previamente estabelecidos.

Para que seja efetuado um bom e eficaz planeamento é assim necessário: um conhecimento preciso dos objetivos da organização, um conhecimento do mercado de trabalho e das disponibilidades internas, bem como o domínio de técnicas de planeamento.

Este planeamento tem vantagens competitivas ao permitir à organização um maior controlo financeiro em relação aos custos de pessoal, bem como um maior controlo de capital humano por forma, a que a organização se mantenha competitiva no mercado.

A questão se coloca nesta altura é: como fazer um eficaz planeamento de recursos humanos?
Num primeiro momento deverá ser efetuado um diagnóstico claro e preciso no qual – através, nomeadamente, de análises SWOT – se percebe quais os custos/benefícios que a empresa terá.

Deverá em função disso ser efetuada uma estratégia clara que pode ser transposta para um gráfico que na linha horizontal tem 3 pontos fundamentais a ter em consideração, são eles:
• Recrutar – um conjunto de técnicas e métodos destinados a atrair candidatos capazes de ocupar determinados cargos ou desenvolver determinadas tarefas na organização. O recrutamento pode fazer-se no interior ou exterior da organização.
• Gerir – após a decisão de seleção dos novos funcionários, segue-se a sua integração na organização. Cada funcionário fica com determinada função e é integrado numa carreira.
• Terminar – quais as formalidades inerentes ao processo e de que forma é efeito.

Na linha vertical existem os fatores a ter em consideração em todas as fases acima enunciadas são eles:
• Relações Interpessoais/ Características individuais
• Código do Trabalho/ Contratação coletiva
Motivação
• Contrato psicológico
• Orçamento
• Estratégia e estrutura da organização
Análise e descrição de funções
Avaliação de desempenho
• Contrato escrito e suas formalidades
• Gestão de carreiras

Para desenhar o gráfico é importante ter em consideração que estes pontos têm diferentes graus de relevância nas fases temporais acima descritas, ou seja, se no momento do recrutamento as características individuais e relações interpessoais, bem como a motivação, são pontos muito importantes, o mesmo não se verifica na última fase, no término, em que aqui o orçamento, a estratégia e a estrutura da organização são pontos mais relevantes.

Na nossa, já longa, relação com as empresas, concluímos que ainda nos dias de hoje, muitos empregadores não planeiam os seus recursos humanos com antecedência. Não refletindo sobre as vantagens, não só ao nível financeiro, como também ao nível da estrutura da empresa e da sua estabilidade a todos os níveis.

Ao planearem os recursos humanos as organizações garantem assim que possuem, em fase de preparação, as competências adequadas para responderem tanto às necessidades atuais como às necessidades futuras.

Andreia MendesHR Consultant

Deixe uma resposta

O seu endereço de Email não será publicado.

Podemos ajudar?

CONTACTE-NOS

Topo

Sempre a pensar em Si.

Criámos uma Mailing List exclusiva para que você receba em primeira mão as nossas notícias e publicações.

" >CONTACTE-NOS
close slider
  • Escreva aqui a sua Mensagem.
  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.