A qualificação como factor chave para o sucesso

A formação e qualificação académica e profissional são matérias de interesse individual e organizacional, mas também de interesse para a economia e desenvolvimento dos países.

Tal como refere, e muito bem, o Dr. Michio Kaku, físico de renome internacional em entrevista para o Expresso no dia 28/02/2015, “Numa economia baseada na transacção de mercadorias, os preços ficam cada vez mais baixos, porque há cada vez mais concorrência, melhor transporte. Mas o capital intelectual é cada vez mais precioso e muitas nações não percebem isso. Não podemos produzir em massa mentes, para criar uma mente é preciso imenso trabalho. (…) Esta transição já está a ocorrer, mas nós agimos tal como se a economia ainda fosse a mesma.”

A formação levada a cabo nas organizações, de modo formal ou informal reflecte-se no desempenho das comunidades em que se inserem e na economia do país. A qualificação é um factor chave para o nível de desenvolvimento das nações mais prósperas.

Recordamos um artigo do Diário Económico, datado de Novembro de 2006, intitulado “Formação ao longo da vida em Portugal está à beira do desastre”. O artigo referia que Portugal era dos países da União Europeia que menos investia nas pessoas. Para contrariar essa tendência, têm havido algumas iniciativas, nomeadamente através dos projectos POPH, tais como os estágios e medidas estímulo, onde a componente de formação é requisito para as organizações poderem obter apoio financeiro na contratação.
No mesmo sentido, cada vez mais os empregadores têm maior rigor no recrutamento e selecção, bem como na formação dos seus quadros, especialmente pela procura de soluções ajustadas e à medida das suas necessidades. Deve ser valorizada a partilha de experiências, e a integração dos 3 saberes: saber-saber, saber-fazer e saber-ser.

 
É com orgulho que temos assistido à evolução dos nossos clientes nestas áreas. Trata-se de um esforço que depende de todos e de cada um de nós. Como referido pelo Dr. Michio Kaku, “Temos de encorajar a inovação, reduzir impostos para os empreendedores e inovadores. Temos de os incentivar a produzir novos produtos”.

Teremos a possibilidade de ouvir este, e outros especialistas de renome internacional, no QSP Summit 2015 já no próximo dia 12 de Março, oportunidade que não vamos perder.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de Email não será publicado.

Podemos ajudar?

CONTACTE-NOS

Topo

Sempre a pensar em Si.

Criámos uma Mailing List exclusiva para que você receba em primeira mão as nossas notícias e publicações.

" >CONTACTE-NOS
close slider
  • Escreva aqui a sua Mensagem.
  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.